PRESETS DO LIGHTROOM VS FILTROS DO VSCO CAM


Ando desaparecida há mais de um mês (uma vergonha, eu sei) mas hoje eu trago-vos algo que tenho andado a experimentar, os presets do Lightroom. Toda a gente usa (ou usou) o VSCO CAM para editar as fotos, mas e se existisse algo melhor para dar aquele toque profissional, mesmo sem o ser?! Pois, mas ele existe... curiosos? Descubram tudo neste post!

Disclaimer: Não sou fotógrafa profissional. Tudo o que aprendi foi de fotógrafos no youtube e em blogs de fotografia.

Esta comparação surgiu-me há uns tempos, quando andava a experimentar novas aplicações para editar as minhas fotos para o instagram (@catarinactnho). Já conhecia o VSCO CAM há uns anos (penso que já toda a gente conhece-o também) e sentia sempre o mesmo problema, havia fotos que simplesmente não ficavam bem com aquele filtro. A minha idea era usar mais ou menos as mesmas predefinições do VSCO, juntamente com o mesmo filtro (geralmente o A4 ou A7), mas o que combinava numa foto, não combinava na outra. Isto dava-se devido aos filtros se basearem na sobreposição de cor e não no tratamento da mesma com as predefinições. Então, a partir aí, comecei a usar o Lightroom para todas as minhas edições de fotos. Gostariam de saber mais sobre esta incrível ferramenta? Eu ajudo-vos.

O que é o Lightroom?

O Adobe Lightroom é um programa de edição de fotografia e é normalmente usado por profissionais da área, ou seja, fotógrafos. É um programa de edição avançada, pois ele é bem complexo nas suas ferramentas e predefinições. É necessário ter algum conhecimento sobre o assunto antes de se aventurar no mundo do lightroom. Mas não tenhas receios! Eu vou-te ensinar o básico sobre esta grande e incrível ferramenta.

O Lightroom tem presets e não filtros.

No inicio é difícil fazer a distinção entre filtros e presets, pois tudo parece igual, mas não é. Os filtros são sobreposições de cor ou tonalidades. Eles servem como que uma folha de papel vegetal colorido por cima de uma fotografia impressa. Apenas dá cor à mesma e não altera nenhuma cor (com a excepção das novas cores serem criadas após a consequência da junção de uma cor, presente na fotografia original, com o filtro). Os presets ou predefinições vão alterar o aspeto de algumas cores (essas podemos nós escolher) e também o básico da edição (exposição, contraste, realces, sombras, brancos e pretos).

Os presets são feitos por pessoas para depois serem utilizados por outras. Isto é, quem percebe do assunto cria estas predefinições (que são os presets) para quem não está tão a vontade com o Lightroom poder utilizar na sua edição em apenas um clique. Sim um clique. Ao utilizar o preset basta clicar nele que a foto fica automaticamente editada. Se for necessário ajustar alguma predefinição, esta geralmente é a exposição, o contraste ou a temperatura.

O mesmo preset funciona para todas as fotos?

O preset é uma predefinição que foi criada com base numa foto. Este pode funcionar em apenas um clique com uma foto parecida (em termos de exposição e temperatura) mas também podes ter de fazer ajustes para a edição ficar uniforme e assim também ficará o feed do instagram (por exemplo). Cada foto é uma foto e tudo depende do objeto ou local que é fotografado, juntamente com a iluminação presente nesse dia.

Toda a gente pode ter presets?

Claro que sim! O próprio Lightroom possui alguns presets no próprio software que são gratuitos após a aquisição do programa (também existem no telemóvel/celular). Contudo, há pessoas (fotógrafos e bloggers) que criam os seus próprios presets e vendem-nos nas suas lojas online. Alguns são mais caros que outros, mas tudo depende do valor que o próprio criador atribui consoante o seu trabalho. Não existe um preço fixo mas os valores variam de 5€ por um preset a 20€. Sai mais barato comprar um pack (um pacote de presets) pois o valor por preset diminui.

Como instalo esses presets?

Normalmente quando se compra presets a alguém, o mesmo envia um documento com todo o processo de instalação.
Para a versão do Lightroom do computador, o mais fácil é criar uma pasta com o nome do pack ou do autor (clicar no sinal de mais + ao lado dos presets) e depois clicar no botão do lado direito do rato por cima da pasta e escolher a opção de importar. Depois é só selecionar os presets para essa pasta e estão prontos a usar!
Para a versão do telemóvel, normalmente o autor deixa-a já criada e depois é só transferir. Como por email, o envio de anexos é bastante reduzido para o tamanho dos ficheiros, o melhor é utilizar o Dropbox ou o Onedrive para o fazer (sincronizando o computador com o telemóvel). Em seguida, basta exportar e abrir com o Lightroom CC (versão do telemóvel disponível gratuitamente na Appstore e Playstore). Salva-se a imagem num album de fotografias com o nome do preset ou autor e já está! Cada vez que quiseres utilizar um preset na versão do telemóvel, tens de copiar as configurações e colar na tua foto.

Concluindo... Lightroom ou VSCO?

Na minha opinião, ambas as aplicações são boas para a edição de foto. Contudo, existem diferenças que não podemos ignorar. Os filtros do VSCO são bons e servem para dar uma consistência ao feed, ou ao estilo de edição mas as ferramentas de edição estão muito atrás das do Lightroom. O Lightroom também possui versão para computador, para além da do telemóvel (que é gratuita), enquanto que o VSCO apenas possui a versão para telemóvel. A criação de "filtros" (os chamados presets) faz-se pelo ajuste nas predefinições e não num filtro que já vem "de fábrica". No VSCO apenas podemos usar os filtros que vem na aplicação (alguns são pagos), enquanto que no Lightroom podemos usar presets de outras pessoas, ou podemos nós criar os nossos próprios.

O que me faz gostar tanto do Lightroom é a possibilidade de criar o meu próprio preset e estilo de fotografia. Não é como toda a gente usar o filtro A4 do VSCO para criar aquele efeito acastanhado. Basta ver uma foto de outra pessoa que já sabemos que filtro usa, mas no Lightroom não. É tudo mais complexo mas ao mesmo tempo mais criativo e autentico.

Dica extra de fotografia

Tirar fotos ao sol, à sombra? O que é a Golden Hour?

Tirar as fotos ao sol parece ser a melhor opção mas o excesso de luz na foto geralmente causa o que se chama de "fotografias queimadas". Isto não é muito aconselhável, pois a foto fica com um ar muito quente, com muito contraste, tornando-se difícil distinguir os vários elementos/objetos da mesma. O melhor é mesmo tirar fotos à sombra e depois na edição aclarar as sombras e a exposição. É possível passar de uma foto mais escura para uma mais clara (pois os tons irão estar na foto) do que de uma mais clara para uma mais escura (os tons iriam desaparecer). Se o objetivo é captar uma paisagem ou um objeto numa paisagem, então o melhor é tirar fotos na Golden Hour.

A Golden Hour é o período de tempo (geralmente de meia-hora a uma hora) depois do nascer do sol e antes do pôr do sol. Neste período do dia, os raios do sol irão estar mais na horizontal e não irão interferir com a fotografia. A pior altura do dia para tirar uma foto é por volta do meio dia, altura em que o sol está na vertical e assim cria obstáculos na captação da fotografia.

E vocês? Qual é a aplicação que preferem? Deixem a vossa opinião nos comentários.
Gostariam que partilhasse convosco alguns presets gratuitos?

Sem comentários