O QUE VISITAR EM LISBOA?



Hoje voltamos às origens e falamos de Lisboa. Lisboa não é uma cidade propriamente gigante como grande parte das capitais europeias mas com tanta coisa para fazer numa cidade “tão pequena” podemos-nos perder nas suas ruas e monumentos.

Lisboa para além de ser a cidade onde eu nasci, é também a cidade onde eu trabalho e onde oiço muitas vezes perguntarem-me e aos meus colegas "o que visitar em Lisboa?". A resposta é simples, tudo! Sim tudo! Toda a cidade é visitável. Desde as suas ruas pequeninas, às mais compridas, desde os becos até às praças, tudo pode ser visitado. Mas... afinal este post tem dicas do que visitar ou não? Claro que tem! Basta continuares a ler a publicação.




"Lisboa foi fundada pelos fenícios sob o nome de Alis Ubbo (“porto seguro”) e pouco tempo depois foi conquistada pelos gregos e cartaginenses. Lisboa passou a ser a capital da Lusitânia Romana, passando a se chamar Olissipo. Com a queda dos romanos, passou a fazer parte do reino suevo de Galícia até 585." (LISBOA.NET)

Não vos vou massacrar com história e mais história, mas sabê-la é essencial para conhecer esta bela cidade e compreender os seus encantos. E é ainda acerca da história de Lisboa que começamos a nossa visita por Lisboa...

1 - Lisboa Story Centre

O Lisboa Story Centre é um centro interpretativo da história de Lisboa. Toda a visita é feita com áudio-guia que explicará toda a história, desde os fenícios até à atualidade, tendo no final uma sala interativa com mapas e outras atividades. A meio da exposição encontra-mos um dos maiores atrativos deste centro, a sala do terramoto. Esta sala funciona como um simulador, apresentando um vídeo mudo ilustrando o que aconteceu durante o desastroso terramoto de 1755 que destruiu a cidade de Lisboa. O Lisboa Story Centre situa-se no Terreiro do Paço (também chamada Praça do Comércio), perto do Ministério da Administração Interna. Para além de centro interpretativo também é posto de turismo e loja.

2 - Arco da Rua Augusta

O Arco da Rua Augusta serve de complemento ao Lisboa Story Centre, pois este é um miradouro para toda a Baixa Pombalina. É um ótimo local para contemplar o resultado dos planos dos arquitetos e engenheiros Manuel da Maia, Eugénio dos Santos e Carlos Mardel, e impulsionados pelo Marquês de Pombal para reconstruir a cidade.

"Simboliza a força de Lisboa renascida depois da fúria da terra, do fogo e do mar que a consumiram no terramoto de 1755. E afirma, em latim, “As Virtudes dos Maiores”: a força, a resiliência e as conquistas do povo português. No topo, pode observar as magníficas esculturas de Célestin Anatole Calmels, onde a Glória coroa o Génio e o Valor. É impossível não se sentir inspirado por tais valores, numa vista de 360º de onde pode ver o melhor que Lisboa tem para lhe oferecer. Conheça a história deste arco triunfal na exposição patente na Sala do Relógio e sinta-se também um conquistador de Lisboa." (VisitLisboa)

Sabem o melhor? Ao adquirir o bilhete combinado num destes sítios, têm um desconto de 15%. Individualmente, o bilhete para o arco custa 2.5€ e o do Lisboa Story Centre custa 7€ (adulto). O combinado custa apenas 8€!!

3 - Catedral de Lisboa

Subindo a Rua Augusta, a principal rua pedonal da cidade, encontraremos a Rua da Conceição que é bastante conhecida pelo seu Elétrico 28. Se seguirmos a linha do elétrico à nossa direita, iremos encontrar a Catedral de Lisboa, a igreja mais importante da cidade.

A Sé data do ano de 1147, ano da reconquista cristã, e foi mandada construir por D. Afonso Henriques no local de uma primitiva mesquita muçulmana. É maioritariamente de estilo românico, contudo ao longo dos anos, novos estilos foram acrescentados como o gótico. D. Dinis mandou construir o túmulo de Bartolomeu Joanes em estilo gótico, uma das maiores atrações no seu interior. Também é de salientar algumas características barrocas no seu interior como o altar-mor.

4 - Castelo de S. Jorge

O Castelo é sem dúvida nenhuma um dos melhores miradouros da cidade de Lisboa. Afinal de contas, ele servia como uma posição estratégica contra as invasões. Foi construído pelos Muçulmanos durante a sua ocupação na cidade de Lisboa e, após a conquista de Lisboa por D. Afonso Henriques e alguns dos seus aliados, o seu nome foi dado como forma de agradecimento ao povo Inglês por ter ajudado na conquista. A imagem do santo (S. Jorge) tão adorado pelos Ingleses pode ser vista e admirada à entrada do castelo.

5 - Belém

À distância do Elétrico 15E está Belém. O bairro mais ligado aos descobrimentos por daí terem partido várias caravelas rumo às descobertas. O seu mosteiro começou a ser construído em 1501 e só foi terminado em 1601. Foi entregue à ordem de S. Jerónimo, os mesmos monges que criaram a receita do famoso "Pastel de Belém". Atualmente podemos provar essa mesma receita devido à criação de uma fábrica junto ao mosteiro depois da extinção das ordens religiosas em 1834. Essa receita é mantida nos segredos dos Deuses desde então.

Ainda no mosteiro dos Jerónimos é possível visitar mais dois museus, o Museu de Arqueologia e o Museu de Marinha. Este último conta a história da evolução naval, não só dos descobrimentos. O Museu foi aberto graças a D. Luís, o marinheiro real. Após várias mudanças de espaço, ele permaneceu até aos dias de hoje no Mosteiro dos Jerónimos, junto ao Planetário.

Espero que tenham gostado desta sugestão de visita. Muitos mais locais poderiam vir nesta lista mas estes são os pontos principais de visita. Se tiverem mais alguma sugestão, deixem nos comentários abaixo!


2 comentários

  1. já não vou a Lisboa aos anos e quero muito ir, apontei as sugestões que deste de sitios para visitar (:
    gostei muito do blog, segui.

    http://arrblogs.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário. Ficou gravado no meu coração.

      Serás sempre bem-vinda a Lisboa!!
      Espero conseguir publicar mais dicas antes da tua visita.

      Eliminar