Regresso às Aulas: 5 Dicas para melhorar o teu estudo


As aulas estão mesmo à porta e saber aproveitar o tempo de estudo é a chave principal para o sucesso. Este ano já não volto às aulas pois estou oficialmente licenciada num curso que existe tanto mas tanto trabalho. Não desvalorizando os outros cursos claro, mas informação turística é aquele conjunto de cadeiras de todas as formas e feitios e umas mais pesadas que outras. No meio de tanta história ainda temos de saber geografia, política, etnologia, sociologia, marketing, e ainda cozinha em vários idiomas! Mas valeu tudo a pena e acreditem que no final pareceu tudo muito mais fácil. Portanto, se para vocês o próximo ano letivo significa testes, trabalhos, exames, e tudo aquilo que tanto adoramos (cough) na escola ou universidade, este é o post para ti!

Estas são as dicas que eu utilizei e que fui aprendendo ao longo dos anos. Cada pessoa é um caso diferente mas há sempre forma de nos adaptarmos à situação. Vamos a isto?





1 - Ir às aulas: 

Às vezes a sala de aula não é o nosso local favorito para estar. Aliás, na maioria das vezes é o local onde certamente não queremos estar. Ainda assim, ir às aulas ajuda-te. Pode não parecer à primeira mas, ao estares na aula, estas a ouvir a matéria pelo menos uma vez na vida e a probabilidade de te lembrares de uma aula em que estiveste é muito maior do que numa em que te baldaste. Por isso, sim ir às aulas pode ser uma peça fundamental para além de não chumbares por faltas.

2 - Tirar apontamentos:

Nós não somos gravadores (infelizmente) por isso tirar apontamentos é bastante importante. Mesmo que já os tenhas de anos anteriores (abençoados sejam os meus padrinhos e veteranos da ESHTE), é sempre um extra complementares a informação com certos detalhes que os professores dão na aula.

3 - Material Escolar:

Ok, este ponto parece menos importante mas é bastante importante. Se és daquelas pessoas que nunca leva um caderno ou uma caneta para as aulas e depois acabas por perder as folhas que os teus colegas te dão, CHEGA!! Está na hora de uma revolução nessa vida! Arranja um dossier ou um cadernos em que consigas ter todas as disciplinas/cadeiras devidamente separadas e organizadas. Usa separadores e cores para te facilitar a vida. Quanto ao estojo, não precisas de levar muita coisa mas apenas o essencial (umas canetas azuis ou pretas, lápis/lapiseira, borracha, afia, 2 marcadores flurescentes).


4 - Estudar:

Este ponto é a prova de que a quantidade nem sempre é qualidade. Quantas horas perdeste a estudar uma coisa para ainda assim não te lembrares dela? E quantas coisas memorizaste sem sequer tentares? Pois, o cérebro é bastante interessante e tem tendência a guardar o que ele acha mais importante. Se gostares de uma determinada matéria, a probabilidade de te lembrares dela nas próximas semanas é grande. Escolher um local e ambiente tranquilo ajuda o cérebro a se concentrar no que está a tentar fazer.

As cores também ajudam a memorizar. Por exemplo, se têm um texto sobre um monumento para memorizar (o que eu mais tinha no meu curso), organizem o texto em introdução, desenvolvimento (onde tem mais história e descrições internas e externas) e conclusão. Para as minhas apresentações eu criei o sistema de cores. A minha folha parecia um bocado maluca mas ajudava imenso. Cada tópico diferente do texto tinha uma cor diferente e decorava a ordem pelas cores. Se alguém te interrompesse e não pudesses ver a tua cábula, bastava lembrares-te da cor em que estavas e se necessário repetias a informação dessa cor até chegares onde estavas (quase ninguém se lembra).

Decorar listas é sempre complicado e se forem grandes é ainda pior. No programa chamado Braingames (recomendo toda a gente a ver) eles dizem que o cérebro lembra-se melhor das listas se estiverem organizadas em pequenas listas de 3. Se têm uma lista de 9 itens, ponham em 3 grupos de 3. Já repararam que normalmente os números telefónicos estão organizados em 3 também? Como o número das televendas ou até do passatempo do programa da tarde?


5 - Acalmar o stress:

Este é dos mais importantes para não perderes a tua sanidade mental. Não vale a pena estudares até te doer a cabeça ou só viveres dos livros. Respira e confia nas tuas capacidades. Tu consegues! Quanto mais stressados andamos, mais atentos estamos ao nosso ambiente em redor e menos concentrados estamos no que temos de memorizar e interiorizar.

Não vale a pena ser papagaio e repetir a matéria vezes e vezes sem conta se não a entendermos. Pede a um colega explicações ou pergunta ao teu professor. Eles certamente te ajudam.
Lembra-te: Tu consegues! Espero que estas dicas te ajudem no próximo ano letivo.


Sem comentários