Descobrindo os « Lugares do Sado »


Hoje foi dia de atravessar o Rio Tejo e ir para o lado do Rio Sado, mais concretamente à terra do choco frito - Setúbal. Passei a tarde no Moinho de Maré da Mourisca que é um dos meus locais favoritos para visitar (o outro está aqui).





« Situado na Reserva Natural do Estuário do Sado, o Moinho de Maré da Mourisca, possivelmente original do século XVII, localiza-se na Herdade da Mourisca, próximo do Faralhão, numa zona de sapal e salinas, rodeado de terrenos antigamente usados para o cultivo de arroz. » (Câmara Municipal de Setúbal)

Mais recentemente, este moinho foi reaproveitado em cooperação com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), uma vez que o moinho se localiza no Estuário do Sado. Contém uma cafetaria, a sala das mós e uma sala de exposição.


Sala das Mós

Este local é uma grande atração aos amantes de fotografia pelas belíssimas fotos que o local oferece ao nascer do sol. E não é que a minha ida hoje não foi por causa da fotografia? Não fui tirar fotos ao nascer do sol. Bem longe disso! Mas fui ver a exposição de um grande fotógrafo do meu coração, ou seja, a do meu primo César Marrafa (página aqui). A exposição chama-se « Lugares do Sado » e consiste em várias fotos sobre este belo lugar. A exposição está na sala de exposições do Moinho de Maré da Mourisca de 14 de setembro a 29 de outubro de 2017.


As minhas fotografias ao lado das dele são uma risada, mas ainda assim vos deixo algumas para vos incentivar a visita ao Moinho de Maré da Mourisca.







Sem comentários